Poesia - Elevo os Meus Olhos Para os Montes



Elevo os Meus Olhos Para os Montes

 

Elevo os meus olhos para os montes,

De onde me virá o socorro?

Tudo parece negro, triste, adormecido,

A noite parece crescer,

Onde vou procurar um auxílio?

Onde vou buscar um refúgio?

 

Os problemas parecem envolver-me

As montanhas parecem rodear-me

O mundo abafa a minha súplica,

O meu problema, o teu problema…

Todos esqueceram os nossos problemas!

 

Elevo os meus olhos para os montes,

De onde me virá o socorro?

 

O caminho é longo, e tempo é tão pouco,

A vida faz-nos correr, dissipar a alegria,

Quero fugir, procuro socorro!

 

Elevo os meus olhos para os montes,

De onde me virá o socorro?

 

De repente porém, tudo parece sorrir,

Não estou só, o mundo já não me aterra…


O meu socorro vem do Senhor,

Que fez os céus e a terra!


Autor: Ana Sebastião - Firme Habitação - Pág. 32